Resevatórios, como simular?

A figura abaixo, mostra uma simulação virtual de um reservatório com poços de produção de petróleo e injeção de água para aumentar produção. Para compor os dados computados em um ambiente virtual, são necessárias muitas informações retiradas diretamente do campo.

reservatório 3d

Dentro da indústria do petróleo, existe uma área conhecida como engenharia de reservatório que estuda e desenvolve a tecnologia necessária para caracterizar as rochas e fluidos presentes em um reservatório de petróleo. Afinal, após a prospecção de uma região com potencial petrolífero, de acordo com as formações geológicas que caracterizam a ocorrência de bacias sedimentares com possível campo de produção, é preciso determinar a reserva de petróleo. Isso quer dizer, o quanto poderá ser produzido e qual tipo de fluido será recuperado.

Para tanto, os avanços da tecnologia com os recursos da computação gráfica e as informações obtidas com os testes de poços, existem diversos métodos para se determinar a reserva e quantificar os valores envolvidos. Uma informação substancial é qual o tipo de petróleo será produzido? Essa resposta só pode ser obtida com ensaios PVT.

 

Indústria do Petróleo

plataforma

O petróleo e o gás natural são misturas de hidrocarbonetos resultantes de processos físico-químicos sofridos pela matéria orgânica que se depositou juntamente com fragmentos de rochas durante a formação de rochas sedimentares, milhões de anos atrás. Devido a efeitos mecânicos, ocorre a migração do petróleo no subsolo, acumulando-se em rochas porosas e permeáveis denominadas rochas reservatório. A localização, produção, transporte, processamento e distribuição dos hidrocarbonetos existentes nos poros e canais de uma rocha reservatório, que pertence a um determinado campo petrolífero, estabelecem os cinco segmentos básicos da indústria do petróleo:

Exploração: A reconstrução da história geológica de uma área, através da observação de rochas e formações rochosas, determina a probabilidade da ocorrência de rochas reservatório. A utilização de medições gravimétricas, magnéticas e sísmicas, permitem o mapeamento das estruturas rochosas e composições do subsolo. A definição do local com maior probabilidade de um acúmulo de óleo e gás é baseada na sinergia entre a Geologia, a Geofísica e a Geoquímica, destacando-se a área de Geo-Engenharia de Reservatórios.

 Explotação: A fase explotatória do campo petrolífero engloba as técnicas de desenvolvimento e produção da reserva comprovada de hidrocarbonetos de um campo petrolífero.

Transporte: Pelo fato dos campos petrolíferos não serem localizados, necessariamente, próximos dos terminais e refinarias de óleo e gás, é necessário o transporte da produção através de embarcações, caminhões, vagões, ou tubulações (oleodutos e gasodutos).

Refino: Apesar da separação da água, óleo, gás e sólidos produzidos, ocorrer em estações ou na própria unidade de produção, é necessário o processamento e refino da mistura de hidrocarbonetos proveniente da rocha reservatório, para a obtenção dos componentes que serão utilizados nas mais diversas aplicações (combustíveis, lubrificantes, plásticos, fertilizantes, medicamentos, tintas, tecidos, etc..). As técnicas mais utilizadas de refino são: i) destilação, ii) craqueamento térmico, iii) alquilação e iv) craqueamento catalítico.

Distribuição: Os produtos finais das estações e refinarias (gás natural, gás residual, GLP, gasolina, nafta, querosene, lubrificantes, resíduos pesados e outros destilados) são comercializados com as distribuidoras, que se incumbirão de oferecê-los, na sua forma original ou aditivada, ao consumidor final.

Automação Industrial

automação industrialautomação industrialautomacao industrial 

Automação industrial é o uso de qualquer dispositivo mecânico ou eletro-eletrônico para controlar máquinas e processos. Entre os dispositivos eletro-eletrônicos pode-se utilizar computadores ou outros dispositivos lógicos (como controladores lógico programáveis ou CNC´s), substituindo algumas tarefas da mão-de-obra humana e realizando outras que o humano não consegue realizar. É um passo além da mecanização, onde operadores humanos são providos de maquinaria para auxiliá-los em seus trabalhos.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.